Category: Comer e beber

50 bons restaurantes para vegetarianos: Casa Cury (2/50)

IMG 6780 1004x1024 50 bons restaurantes para vegetarianos: Casa Cury (2/50)

Sabich: lanche vegetariano do Casa Cury

Sério: comida árabe é uma delícia! Sempre bem temperada por uma mistura certeira de condimentos cheios de sabor. Então, quando duas colegas de trabalho chamaram para conhecer o Casa Cury, lá fui eu. O restaurante é mini, praticamente uma garagem no meio daquele sobe e desce que é o bairro da Pompéia, em São Paulo. Visto da rua, não chama a atenção, mas porta para dentro, é uma gracinha. Parede de tijolinho aparente (daquele que você percebe bem que é estrutural), muitos quadros e pendentes lindos deixam o ambiente bem aconchegante.

Cardápio na mão e uma missão: localizar os pratos vegetarianos. Bingo! Eles são identificados com asteriscos. Opa, espera… Nem todos os pratos sem carne estão marcados com o *. Isso me faz pensar que, apesar da preocupação em agradar, as coisas foram feitas meio com pressa e sem muito cuidado. Fiquei em dúvida entre o lanche Falafel (bolinhos de grão-de-bico fritos temperados com ervas e especiarias servido com tomate, salsinha, conserva de pepino e molho tarator – R$ 22) e o Sabich (berinjela frita sequinha por fora e macia por dentro, homus, ovos cozidos, salada de tomate, pepino, cebola e alface – R$ 24). Preferi o de berinjela e pedi para tirar os ovos.

O prato veio rápido e o lanche, envolto em um pão folha, estava realmente uma delícia. Separado veio um potinho com molho tarator, que estava divino (comi até puro) e acrescentou um toque delicioso ao prato. A porção tem um tamanho bom, mas, quando acabou, queria mais. Para a sobremesa, fui (na verdade, nós três fomos) de malabie (R$ 9), um creme com aroma de rosas, flor de laranjeira e misk, servido com compota de damasco. Estranhei um pouco a rosa (odeio ter a sensação de estar comendo desinfetante), mas, no fim, gostei.

Casa Cury
Rua Apinajés, 597 | Pompéia – 2589-1218

IMG 6781 1024x899 50 bons restaurantes para vegetarianos: Casa Cury (2/50)

Berinjela frita sequinha por fora e macia por dentro, homus, ovos cozidos, salada de tomate, pepino, cebola e alface

IMG 6782 764x1024 50 bons restaurantes para vegetarianos: Casa Cury (2/50)

Uma coleção de pendentes no teto

IMG 6783 797x1024 50 bons restaurantes para vegetarianos: Casa Cury (2/50)

Ambiente pequeno, mas bem aconchegante

IMG 6784 1024x975 50 bons restaurantes para vegetarianos: Casa Cury (2/50)

Sobremesa com aroma de rosas e damascos

50 bons restaurantes para vegetarianos: Pizzaria Jullia (1/50)

IMG 6400 50 bons restaurantes para vegetarianos: Pizzaria Jullia (1/50)

O restaurante fica em uma rua tranquila de Santana, zona norte da capital. Algumas mesinhas ficam na calçada

Existem boas pizzarias em São Paulo. Boas não, ótimas! Mas, na minha opinião, a Jullia está um nível acima – principalmente para vegetarianos. Lá é possível experimentar ótimas pizzas tradicionais, como a Margherita, mas o forte está nos sabores especiais, criados pela casa. Há muitas opções com legumes, queijos diferentões e um molho delicioso. Tenho duas preferidas, que peço quase toda vez que vou: a Velhão (queijo mascarpone que vira praticamente um creme, alho-poró, parmesão e tomate seco – R$ 69) e a Marmo Jullia (queijo emmenthal, fatias de berinjela, abobrinhas grelhadas e parmesão, para quem gosta de um prato com personalidade – R$ 69). São, definitivamente, pizzas do sonho, diferentes de tudo o que você já provou.

E a sobremesa, minha gente? Reserve um lugar especial para a taça Everyday – R$ 24. O doce chega na sua mesa dentro de uma taça cheia de camadinhas. A do fundo, é brigadeiro. No meio, sorvete de creme meio mole com pedaços de brownie. Por cima, uma bola de sorvete de creme com aquela caldinha de chocolate que endurece, sabe? Indico – e muito!

Obs.: Sim, eu paguei a minha conta. Não, isso não é um publieditorial: a pizza que é boa mesmo!

Pizzaria Jullia
Rua Francisca Julia, 465 | Santana – 2959-5077 (tem delivery)

IMG 6371 1024x711 50 bons restaurantes para vegetarianos: Pizzaria Jullia (1/50)

Dá uma olhada no cardápio…

IMG 6360 50 bons restaurantes para vegetarianos: Pizzaria Jullia (1/50)

Marmo Jullia: a melhor pizza de todos os tempos

IMG 6364 50 bons restaurantes para vegetarianos: Pizzaria Jullia (1/50)

Velhão: a melhor pizza de todos os tempos. Não, “pera”…

IMG 6396 50 bons restaurantes para vegetarianos: Pizzaria Jullia (1/50)

Brigadeiro, sorvete e brownie: não tem como ficar melhor!

Novo projeto: vegetarianos, venham comigo!

IMG 1188 Novo projeto: vegetarianos, venham comigo!

Cardápio do El Kabong, o meu mexicano favorito

Há cerca de 9 anos, fiz uma escolha: deixar de comer carne. Se foi difícil? Não! Bastou um pouco mais de informação a respeito de matadouros e granjas para que eu nunca mais colocasse um pedaço de frango ou bife na boca. Mas nem peixe? Jamais comi. Nunca simpatizei com o gosto ou o cheio da comida feita com o que vem do mar ou do rio. Aliás, desconfie de pessoas que se dizem vegetarianas, mas comem um sushizinho “de vez em quando”.

Minha vida mudou? Sim. Além do meu paladar, que ficou melhor (o gosto dos alimentos que consumo ficou mais intenso), comer fora ficou mais complicado (em viagens, então, nem se fala). Por conta disso, acabo frequentando os mesmos restaurantes. Infelizmente a maioria dos estabelecimentos não estão preparados para receber clientes com o estilo diferente da maioria – e olha que, segundo pesquisa realizada pelo Ibope em 2012, somos cerca de 15 milhões só no Brasil. Nosso dia a dia seria muito mais fácil se pratos sem carne viessem identificados no cardápio, por exemplo.

Pensando nisso, tive uma luz: e se eu fizesse com que a minha busca por refeições bacanas virasse algo proveitoso para quem passa pelo mesmo perrengue que eu? Senhoras e senhores, apresento-lhes a série “50 bons restaurantes para vegetarianos”. A ideia é que eu conte a minha experiência com o menu de lugares comuns e não especializados em comida sem carne. Pra mim é ótimo, uma oportunidade de sair da minha rotina e conhecer novos horizontes.

© 2017 SEM CRISE

Theme by Anders NorenUp ↑